Outro Chimoio 4/04/2019

Apesar de ser nove vezes maior que Portugal em área, Moçambique é um país pequeno. Chegado ao aeroporto na fila do check-in encontro duas pessoas, um homem, acompanhado de uma senhora que depois de nos cumprimentarmos, me pergunta se vou para Quelimane ou Chimoio. A responder que vou para Chimoio , pergunta de forma muito afável se sou residente ao que respondo que resido em Nampula e vou para Dombe, Distrito de Sussundenga, por causa de uma missão de emergência de apoio às vitimas do ciclone. Com um sorriso diz-me “tenho o prazer de lhe apresentar a Administradora de Sussundenga!” Mais tarde viria a saber que ele próprio era o Administrador de Chimoio. Aproveitámos para falar sobre desafios e oportunidades que o ciclone trouxe às pessoas e a toda a Província de Manica. Quando entrámos no avião percebi que quem se sentou à minha frente no pequeno avião Embraer 145 de apenas 3 filas, era nada mais, nada menos que o Vice-Ministro da Saúde de Moçambique, João Leopoldo da Costa. E dois lugares à frente Sua Excelência o Governador da Província, Manuel Alberto. Aproveitei para falar sobre os objetivos do trabalho da Helpo na Província, ideias que foram bem acolhidas, uma vez que o Bispo de Chimoio já havia mencionado a nossa chegada ao terreno.

Da parte da tarde, depois de um breve encontro no Gabinete de Coordenação das Nações Unidas, OCHA, onde encontrámos pessoas de várias nacionalidades a procurar informações atualizadas, e que tivemos oportunidade de reunir com o pessoal do INGC, fomos ao encontro do Bispo do Chimoio D. João Carlos Nunes, que já havia dado as boas vindas à equipa e agora recebeu o Coordenador Nacional da Helpo, demonstrando o desejo de que esta vinda da Helpo seja para ficar. Falámos de muita coisa, sobretudo do pedido feito pelas irmãs de Dombe de terem um barco que permita acesso a comunidades que continuam inacessíveis. Os Técnicos da Saúde usam pequenas jangadas feitas de tronco de árvore para cruzar o largo leito do rio, colocando lá dentro uma mota, e estendem o convite à equipa da Helpo reafirmando o desejo de serem feitos rastreios nutricionais no maior número de comunidades possíveis. Não podemos aceitar um convite com tamanha componente de risco para a equipa, mas podemos e conseguimos identificar um barco em Chimoio, que nos poderia ser disponibilizado ao preço “pré-Idai” contrariando a lógica de mercado selvagem que, por exemplo, tomou conta das transportadores em Maputo que fazendo face a uma procura desmesurada, aumentaram os preços em várias centenas percentuais.

O interlocutor da venda do barco, um agrónomo português chamado Vidigal, recebeu-nos muito bem e acompanhou-nos ao barco que apenas conseguimos ver depois do cair da noite. Apesar de nunca ter pensado na compra de um barco na vida, não tenho dúvidas da importância deste investimento, face à situação difícil do momento e à necessidade de efetuar a travessia do rio Lucite em condições normais.

A última vez que tinha estado em Chimoio tinha sido em Novembro de 2011 e na altura conheci uma cidade muito calma e pacata. Senti agora uma cidade vibrante e movimentada, e isto não será certamente devido ao facto de ter havido algumas organizações que movimentaram para cá as suas equipas, apesar de, à hora do jantar, certamente mais de metade das pessoas que saem para jantar, pertencerem às organizações que estão a trabalhar na resposta ao Idai.

Este é outro Chimoio, com outras caras e outros problemas. Com outros riscos e outras solicitações. Com outras agendas e graus de exigência. Desta vez cheguei a este Chimoio, e estou pronto para me tornar útil na seu novo e desafiante contexto.

  • Testemunho do coordenador nacional de projetos da Helpo em Moçambique, Carlos Almeida# Idai

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s