Mais um dia de chegar às famílias e acolher quem precisa 22/04/2019

Eram sete horas da manhã, e sim o dia começou com uma visita dos nossos parceiros da MotaEngil. Afinal é mais uma mão amiga que a equipa encontrou no Dombe. Assim, o difícil torna-se mais fácil, quando as pessoas se fazem pontes e dão o que têm para que as coisas aconteçam. A MotaEngil trouxe um camião para ajudar à distribuição de kits de apoio às famílias, e era um camião de boa disposição e cheio e vida.

Com isso, a comunidade de Nhanhemba finalmente poderia comer e cobrir-se. Desta vez foram 208 kits de apoio às famílias, com alimentos, (contendo um pouco de todos os grupos alimentares) e ainda 208 kits de aconchego, (refiro-me às adoradas e coloridas mantas oferecidas pela Galp).

Enquanto isso, outra nutricionista da equipa, a Liliana, fez-se ao centro de saúde de Dombe para mais um dia de esperança para os pequenos lutadores que precisam do inteiro apoio, alimento e vida que as equipas de saúde possam trazer-lhes.

Hoje a enfermaria ficou lotada: dois casos novos para internamento, o que perfaz um total de 11 casos desde a nossa chegada. No entanto, do outro lado da balança e alívio de toda a equipa, três casos melhoraram satisfatoriamente.

O dia acabou? Não. No centro de saúde da missão ouviu-se um zumbido. Era mais uma criança a precisar de assistência. A mãe, Cidália Titosse aproximou-se da irmã e pediu-lhe, por favor, que ajudasse a sua filha. Cheguei mais perto e só precisei de olhar para perceber os sinais evidentes de desidratação estampados no rosto da menina. A pequena Roda Timóteo, sua filha, estava desnutrida. E vinha engrossar o número de casos que reclamam uma cama de hospital. A mãe, gestante, também apresentava sinais de DAM (desnutrição aguda moderna), e também foi preciso disponibilizar-lhe suplementos.

As horas foram passando e as gavetas de trabalho foram sendo arrumadas. Mas sobrou tempo para rumar à comunidade de Magaro, para antecipar a nossa saúde de amanhã, para mais um rastreio.

Se o nosso mundo é humano, juntos estaremos para Dombe e por Dombe!

Testemunho de Hélia Seda, nutricionista da equipa da missão humanitária da Helpo, no Dombe #Idai

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s